sábado, 21 de abril de 2012









































Vidro Jateado

O vidro jateado é resultado de uma técnica milenar que faz com que o vidro comum torne-se “opaco” através de aplicação de “jatos de areia”, que hoje foram substituídos por produtos menos abrasivos.
Frame Center
Os vidros jateados podem ser utilizados em portas, janelas, tampos de mesas, box de banheiro, além de atuarem como aliados quando o objetivo é dividir dois ambientes. Os diferentes desenhos gravados nos vidros são elementos que influenciam em boa decoração e o efeito fosco garante uma iluminação mais confortável. É necessário maiores cuidados com a limpeza de um vidro jateado, mas é possível mantê-lo com as características originais aplicando produtos específicos para vidros ou produtos neutros, como água e apenas um pouco de álcool em um pano limpo. Assim os vidros jateados serão ótimos aliados na decoração

Principais características

Frame Left
Vidros jateados, que apresentam características como textura, relevo e um efeito mais opaco, garantindo uma maior preservação da iluminação e até mesmo uma certa privacidade ao local onde é instalado.
A técnica de jateamento consiste, basicamente, em um jato de areia lançado em alta velocidade no vidro, produzindo lascas e deixando-o com o efeito fosco. Atualmente, exemplos dos avanços no processo de jateamento de vidros são as possibilidades artísticas oferecidas. Algumas empresas e vidraçarias disponibilizam o jateamento feito com pó de quartzo, ainda mais preciso que o jato de areia, marcando no vidro uma figura decorativa que o cliente escolhe.
História do Espelho
A Historia

A historia do espelho surgiu no Egito, onde foram encontrados espelhos de cobre no ano 3000 a.C deixados pelo homem. Algumas tentativas de polimento foram feitos em metais e pedras com areia. Essa experiência não foi bem sucedida, pois as superfícies não produziram uma espécie de reflexo que mostrava contornos e formas.
Foi então por volta do século 17, em Veneza na Itália, que os artesões passaram a produzir o espelho. Utilizando no seu processo de fabricação o vidro, que passava por uma camada metálica refletora, obtendo-se então o espelho plano similar ao que temos nos dias de hoje. Com isso na época os espelhos tornaram se caros e muito nobres.
Com o passar dos séculos, varias descobertas foram feitas e hoje podemos afirmar que o espelho se dá em grandes laminas de vidros, formado por camadas intermediaria de prata e tinta. Portanto os reflexos da nossa imagem serão refletidos na camada metálica.


Processo de Fabricação

Em primeiro momento na fabricação, o vidro deve passar por um processo de lavagem e polimento, em seguida é aplicada a prata, que de transparente a chapa é transformada em espelho. Após esta etapa a prata é protegida pela tinta, e levada para a estufa, ocorrendo assim à secagem da pintura. Por fim recebe  um resfriamento, uma nova limpeza e depois é transportada ao armazém para seguir os beneficiamentos de acordo com a solicitação de cada cliente.

Beneficiamentos / Serviços

Jateado

A técnica de jatear vidros é antiga e já passou por diversas evoluções. Atualmente é feita em cabine fechada, sem contato com o artesão. Não existe mais a utilização da areia, mas de pós abrasivos mais eficientes e menos tóxicos.


Lapidado ou Bisotado

Para a maioria das aplicações, os vidros float, impressos ou espelhos precisam receber tratamento de bordas para que não causem ferimentos e para que ganhem maior resistência, evitando o surgimentos de trincas. Biselado e bisotê corte obtuso. Na verdade o efeito não é produzido através do corte, mas sim pela lapidação e polimento da superfície do vidro por meios de máquinas especiais e rebolos diamantados.


Serigrafado

No processo de serigrafia do vidro é feita à aplicação de uma tinta serigrafica, no vidro comum, incolor ou colorido. Em seguida esse vidro passa por um processo de secagem no ar livre.